14 março 2011

IV Maratona do Sardoal


Pelo terceiro ano seguido que me desloco á vila de Sardoal, desta vez para participar na IV maratona. Esta prova tem vindo de ano para a ano a crescer e como justificação foi a confirmação de mais de 500 participantes.

Este ano tive como companheiros do SDT oito elementos e mais alguns acompanhantes, onde por volta das 6:30 arrancamos em direcção á Vila Jardim.

A madrugada estava a fazer "cara feia" e não demorou muito que começasse a chover durante a viagem toda. 

Á chegada fora cerca das 8:20, sempre debaixo de água, onde já estava o J. Constantino e o Acácio a nossa espera com os dorsais, pois tinham por lá pernoitado.

Fomos nos equipando á pressa mas sempre em duvida de participar ao não!!. O Roqulino e os manos Bilros negaram-se a equipar, eu o Saca, o Marques, Acácio, Guerra e o Pato não negamos.., fomos para o local do agrupamento do pessoal, onde muitos também se tinham negaram na partida. 

Percorremos algumas ruas da vila onde recuperei muitos lugares, mas qual o meu espanto de quando chegamos ao local da meta já estavam lá mais de meia centena de betetistas, os PRÓS, que foram logo directos para lá sem irem ao local do agrupamento anunciado pela organização, já que não houve controlo 0, ficando eu muito para traz de uma boa posição de partida.

Sempre debaixo de chuva foi dada a partida onde me atrasei mais um pouco, pois não me sentia bem fisicamente... 
AQUABTT

Com o passar dos quilómetros lentamente comecei a recuperar lugares num piso completamente encharcado onde as poças eram uma constante e os sobes e desces igualmente. A chuva foi sempre uma companheira, e o meu mp3 deixou logo de tocar ao início. 

A mudança foi aos 20 quilómetros onde já pouco poderia fazer para recuperar lugares, pois fiquei praticamente sozinho, e com ajuda do pessoal da organização a me irem informando do meu tempo para os primeiros e psicologicamente foi ficando mais desmotivando. Mas mesmo assim consegui passar mais dois participantes e ainda estive muito perto de chegar a mais dois. Mas não era o meu dia, como espelho foi a minha fraca media de batimentos cardíacos no final onde nem sequer cansado me sentia apesar do estado do piso.., ao contrario de outras provas. 

Entre 172 na meia-maratona de 35km com cerca de 850m de acumulado consegui um fraco 8º lugar com o tempo de 01:54m e o meu frigorífico a dar as últimas nas pastilhas. Apesar do tempo infernal fica a boa marcação e a grande quantidade de pessoal espalhado pelo percurso, embora já grande parte do percurso já fosse repetida das edições anteriores. 

Recover com o amigo Fernando
A chegada bebi logo um mini oferecida pelo amigo Fernando dos Caracóis do BTT para repor os líquidos mas sem demoras pois o tempo não estava para grandes conversas, ainda felicitei o amigo Marco Mestre o grande vencedor da meia maratona ao qual deixo os meus parabéns bem como ao seu pai que anda de bike como o caraças lol. 


Depois da tempestade veio a bonança, um belo almoço onde fomos dos primeiros a sentara mesa, comer e beber. 

Fomos aguardando para o final pois havia prémios para os primeiros 7, embora eu tendo ficando em 8º estava com esperança e na mente que pelo menos um participante que tinha acabado á minha frente estava para inscrito para os 65km, como o regulamento ordenava a sua desclassificação. Mas o balde de agua fria quando na entrega dos prémios com a chamada dos premiados não me calhou nada.., e ate hoje estou com a duvida se todos os que ficaram a minha frente seriam dos 35km.. 
F
ica como rescaldo final mais uma valente molha, banho de lama e desgaste de material.., nada que já não tivesse á espera... Bem como os parabéns a todo o pessoal do BTT Sardoal.

3 comentários:

CLMS disse...

Boas

não desanimes porque há dias assim... para aproxima corre melhor, porque as MSC não se negam a nada...

cumprimentos e boas pedaladas

Merino disse...

Olá Carlinhos..,tou a ver é qualquer dia em alguma prova que estejamos inscritos já nem na meta de vejo..., pois já vi que está em grande forma... :-)

Cmps e boas pedaladas...

Marco Mestre disse...

Grande Merino...

Prova muito dura, mas sabe sempre bem quando se chega ao fim com o dever cumprido ;)

Ainda para mais começaste logo a fazer a recuperação com uma mini... eheh

Obrigado pelas tuas palavras... contam muito vindas de ti... ah e o meu pai já não falta muito deixa-me para trás.

Grande abraço e vemo-nos dia 17 de Abril em Estremoz... mais um evento em grande.

Abraço.
Marco Mestre