03 agosto 2017

9º Maratona BTT Aguiar

Aproveitando a maior realização de eventos de nesta altura do ano nos arredores, voltei mais um ano a esta simpática Vila de Aguiar, concelho de Viana do Alentejo e á muito conhecida pelo famoso relógio.

Este ano voltei a ter a companhia da minha esposa e da minha filha, além da família este ano o SDT contou com o Beja Neves e o Pedro Guerra.

Cerca de três centenas de atletas confirmados no total das três distancia e concorrência a mais alto nível, obrigou-nos a sair de Estremoz antes das 7h da matina para que ficássemos o mais perto da manga.


Chegada antes das 8h esta aldeia, rapidamente fizemos o levantamento do frontal sem quais quer demoras, equipam-mos e tiramos a celebre fotos de “família”. Perto das 8:30h eu e Pedro Guerra eramos dos primeiros a passar o controlo 0, ficando mesmo junto a linha de saída, coisa que já muito tempo não me lembro de acontecer. Deixamos a bikes a marcar o lugar e fomos passando o tempo como forme podíamos.

A ultima badalada foi dada a partida, onde alguns "chicos espertos" que tem a mania que são mais importantes que os outros, faltam ao respeito, saído na frente da fita.  
O calor já era algum e a concorrência ainda maior nos 45km, pois mais uma vez os campeões das distancias maiores estavam a disputar a minha distancia onde eu e todos os meus companheiros SDT .

Saída muito rápida onde a caracterista principal desta zona era rolar, exceção este ano para a meio dos percurso haver duas autenticas paredes.. Ate ao quilómetro sete não descolei do pelotão da frente da corrida compostos per cerca de vinte atletas, onde os esticões eram um constante… Apesar disso estava motivado e sentia-me bem,ate a corrente saltar e ficar encravada entre o quadro e o pedaleiro.. Escusado será dizer que numa zona rolante parar e perder cerca de um minuto dificilmente iria chegar a frente. Não desisti e rapidamente recompôs e voltei a ganhar mais uns lugares que tinha perdido com a paragem forçada. 
Ainda fui avistando o pelotão até cerca do quilómetro 15, onde lentamente fui perdendo ao alento e companhia. Com o surgimento da subida inclinada em S. Bartolomeu do Outeiro e logo depois mais uma parede em single consegui juntar-me a dois companheiros onde juntos percorrermos os restantes quilómetros. 
A chegada a Aguiar calmante, antes de cortar a meta ainda fiz mais uma pausa a espera de encontrar a minha filha para cortar a meta com ela, pois ela sim é o meu melhor troféu

Conclui este evento que mais uma vez não tenho sido muito feliz em termos de resultados na 14º á geral e 8º no escalo com o tempo de 01:38h e apesar da excelente media conclui os 40km com um acumulado de cerca 600m.

Fui ao banho e após a comitiva Estremocense ter concluído a prova ainda bebermos umas cervejas e colocamos a conversa em dia.

Almoço foi mesmo em família em Reguengos de Monsaraz e restante tarde repartida pelas recém inauguradas praias fluviais de Mourão e Monsaraz.


Em relação a organização, mais um ano cinco estrelas, percurso muito bem marcado e assistido, com destaque para os muitos singles track e alteração para melhor no percurso em relação aos anos anteriores..