25 maio 2010

I Maratona de Foros de Vale de Figueira 2010 "Por Terras de Seareiros"

Esta foi mais uma das maratonas que me propus a fazer assim que dela tive conhecimento, pois foi a primeira maratona organizado pelo FVF Bike Team em Forros de Vale Figueira a 15km de Montemor-o-Novo. 

No dia anterior (sábado), fui convidado varias vezes por pessoal da organização de uma prova de resistência de 2 horas no S. Romão (mesmo aqui ao lado), mas por receio de ter algum problema na mecânico e desgaste físico nessa mesma prova e para mais estava com um pressentimento que iria fazer um bom resultado em Forros, achei melhor não arriscar. 

A partida para F.V.F ficou marcada para as 6:30 onde me fizeram companhia o pessoal SDT, P. Guerra, P. Perdigão e o J. Garcia, todos os quatro no mesmo carro. 
O habitual aquecimento ao pulmão
Á chegada fomos dos primeiros, onde procedemos ao levantamento dos dorsais.. Sem pressa fomos nos equipando e convivendo com algumas caras já nossas conhecidas de outras provas e apreciando mais algumas caras novas, entre elas alguns prós (pelo menos no aspecto físico e de material).

Esta maratona contou com cerca de 150 confirmados e distribuídos por três percursos 25km, 40km e 70km, como não havia muitos participantes, não foi muito difícil ficar nos lugares da frente, onde já passavam 10 minutos depois da hora quando foi dada a partida. Sabendo o acumulado para os 40km não se esperavam grandes dificuldades, com cerca de 600m. 

Logo nos quilómetros iniciais rolei na roda do grupo da frente, com cerca de 8 ou 9 elementos, onde a maior dificuldade foi o vento de frente e alguns singles mais técnicos. Á mudança de percurso por volta dos 12km seguia na 3ª posição mesmo na roda dos primeiros e onde para traz já não avistava ninguém. 

Mais uns quilómetros a frente e em grande velocidade surgiu uma grande queda de um dos participantes (o Henrique) mesmo há minha frente, mas que felizmente foi mais o aparato e algumas escoriações. Rapidamente se levantou e continuamos o grande ritmo, ritmo esse tão elevado que por volta do km 25km só já restávamos dois (eu e o Henrique). 

Surgiram mais umas subidas curtas e inclinadas feitas com alguma técnica onde andei sempre há boleia. Nos últimos 10 km passei para a frente, onde fui sempre a puxar e esperar pelo colega que já estava a dar indícios de quebra, com este ritmo não havia mais ninguém a atrás.. 
Os últimos 3km fui lentamente e sem apertar muito ganhando mais tempo e distancia, embora tivesse pensado em chegarmos os dois juntos há meta e lhe ceder o primeiro lugar, pois alem de ele ter feito muitos quilómetros há minha frente também tinha sido vitima de uma queda, mas como por um lugar se perde, por um se ganha acabei por cortar a meta em primeiríssimo com uma media que rondou os 24km/h e o tempo de 1h:42mim onde apenas estava presente o pessoal da organização. 
Após um minuto lá chegou o meu companheiro de prova e dez minutos depois o 3º. 
Finalmente uma bike, como trofeu

Grandes partes dos quilómetros fizeram-se por searas, e zonas envolventes onde as poucas subidas eram curtas, técnicas e de alguma inclinação, bem como muitas zonas de perigo por surgimento repentino de muitas valas causadas pela chuva e que deu origem a várias quedas, mas felizmente sem consequências maiores. 

Todo o percurso esteve bem marcado, com muitas setas desenhadas a cal no chão e devidamente balizado, onde a maior dificuldade fora no aspecto técnico na presença de alguns singles traks em trilhos, chamados por nos "caminho de cabras" . 

Após a chegada do meu pessoal SDT, que também fez um excelente resultado entre os 74 concluídos da meia maratona, demos uma mangueira nas bikes e fomos tomar duche, onde o balneário estava reservado para nos, pois não se encontrava lá mais ninguém. O almoço estava marcado para as 13h na casa da cultura, mas por volta do meio-dia e meia já lá estávamos, sendo mais uma vez dos primeiros a chegar, ficamos aguardar junto a uma mesa com bastantes entradas e esperando pela abertura do salão, onde fora servido uma sopo de feijão e porco no espeto regados com muita imperial só que infelizmente da tagus. 

Por volta das 15h foi chamado ao palco para receber o prémio do primeiro lugar..,que finalmente como troféu foi uma bicicleta, bem como mais dois bidões de sais energéticos para a agua e um par de luvas..,nada mau.., mas o pior estava para vir, pois houve sorteio de lembranças onde me calhou mais um par de luvas e voltei ao palco para as receber, há descida das escada escorreguei e descias com o rabo e os cotovelos que resultou numas enormes dores e nódoas negras...enfim se depois de mim o amigo Painho que também foi ao palco ter também caído nas escadas, diria que a culpa era da tagus..lol Em resumo fica na memória mais um excelente evento, ao qual dou os parabéns há organização pela simpatia que nos recebeu e nos tratou.

Sem comentários: