14 maio 2010

2ª Maratona de Arraiolos

Após o ano passado ter participado na primeira maratona, em Outubro ter estado novamente em Arraiolos no passeio/maratona. Este ano não quis faltar há segunda edição, onde me fizeram companhia mais seis elementos SDT, a minha namorada e a Vera. 

Durante toda a madrugada chover fortemente, e a manha começou igual há noite, com muita chuva, onde inclusive no caminho para Arraiolos cerca das 7:40 ainda vi jeitos de ter que encostar o carro ao lado da estrada, pois a chuva era de loucos... 
Finalmente lá chega-mos, onde já alguns bettistas aguardavam que escapasse debaixo de um toldo, onde ponderavam a sua participação. 

Após levantarmos os dorsais, rapidamente e sem confusões aguardamos por uma aberta do tempo que teimava em não aparecer...,mesmo debaixo de alguma chuva fomos equipando, e conversando se iríamos participar ou não... Finalmente a chuva lá parou. Retiramos as nossas meninas de cima dos carros e dirigimos para o local da partida, já muito perto das 9:00 horas, onde muitos dos inscritos aguardavam sem estar equipados a partida dos cerca de 200 duros que não se negaram com aquelas as condições climatéricas, pois mais de cento e cinquenta confirmadas não chegaram a partir, e outros nem apareceram... 

Por volta das 9:15 la foi dada a partida, com um atraso de um quarto de hora, mas perfeitamente justificado..,onde mais uma vez consegui os lugares da frente. 
Os primeiros quilómetros tornou-se um enorme calvário de lama, o que por varias vezes me arrependi de ter participado, mas o mal já estava feito, e já não havia nada a fazer... Com o passar dos quilómetros ao contraio de maratonas anteriores que ia recuperando lugares, foi o enfeito contrario, foi perdendo tempo para o grupo da frente, o que demonstrou que algo se passava comigo... Inicialmente estava inscrito na meia maratona, mas durante a semana antes, e mesmo antes da partida estava a ponderar ir fazer a maratona de 70km, e foi o que acabei por fazer ao quilómetro 21 quando sugeriu a mudança de percursos e perguntei a um senhor da assistência quantos bettistas já tinha por ali passado para os 40km (cerca de 15) e para os 70km (cerca de 7), então não hesitei e acabei por ir sofrer mais um pouco para o percurso maior, já que este ano não tinha ainda feito nenhuma maratona, e já tinha essa ideia inicialmente... 

Após a minha mudança o percurso tornou-se mais rolante, mas a lama e as grandes quantidades de possas foram uma constante, bem como uma valente chuvada que caio e me fez lembrar a maratona de Veiros. 
Segui por vários quilómetros solidariamente sem avistar viva alma nem há frente nem a traz… Cerca do quilómetro 50 fora ultrapassado por um enorme grupo de talvez 6 a 7 betetistas que seguiam juntos a tentar apanhar o grupo da frente. Segui atrás deles mais uns quilómetros á boleia, mas ao poucos e pouco fui perdendo tempo para eles, pois era daqueles dias que a força de pernas e vontade era muito pouca.. Lentamente lá me fui "arrastando" onde há faltarem cinco quilómetros para o final e lá estava o "homem da marreta". 

Mais um empeno
Acabei por fazer alguns bocados ao lado da bicicleta, inclusive a subida final ao castelo de Arraiolos, e que me custou a perda de mais duas posições mesmo no último quilómetro, acabei nem sequer por reagir, pois o meu objectivo estava cumprido e eu complemente rôto, mas mesmo assim consegui a 15ª posição com o tempo de 3h:20m uma media muito perto dos 20km/hora e um acumulado de cerca de 1100m, fraco para o meu objectivo, mas tento em conta as grandes dificuldades do estado pesadíssimo do piso onde apenas 44 bettistas concluíram o mesmo percurso. 

Todo o percurso esteve excelentemente bem marcado/sinalizado e desta vez não me enganei :-). Os banhos foram de água bem quentinha no pavilhão desportivo. 

O almoço fora Self-service no multiusos acompanhado de um grupo de cantares, sorteio de vários prémios e regado com bastante imperial, sendo mais uma vez os últimos abalar e a fechar o almoço. 

Ainda tentei combater a virose com esta aspirina
Fica mais uma excelente maratona que o núcleo ciclo turismo de Arraiolos nos tem vindo a brindar, bem como um valente empeno que apanhei em voltar as maratonas, talvez muito por culpa da minha fragilidade física (e minha desconhecida), que foi um prenúncio de uma virose que me mandou para cama no dia seguinte, e mais uns a seguir com problemas na barriga.

Sem comentários: