24 maio 2017

9º Maratona Coruche

Pausa de quinze dias e para não perder ritmo fiz a inscrição e confirmação na 9º Maratona de Coruche, evento este onde nunca tinha participado, assim juntava o útil, ao agradável.

Para este evento o SDT apenas teve a participação do A. Beja Neves e em cima da hora a do L. Bilro que me acompanho deste as 6:45h, hora da saída em direcção a Coruche.

Chegada perto da 8h, onde fizemos o levantamento dos frontais sem qualquer engarrafamento ou demora. Como brinde um saco plástico cheio, com dois quilos de arroz, uma garrafa de vinho, uns aperitivos e um carregador usb para isqueiro do automóvel. Tudo coisas úteis e consumíveis.

Descontraidamente e com tempo para a saída que estava marcada para as 09:15h fomos nos equipando.
Antes das nove entrei no controle 0, onde me entregaram uma pulseira de silicone com um chip inserida, e onde já muitos atletas estava juntos a linha de saída, no total cerca de três centenas de participantes, divididos pelos 70km,40km e 25km.
A saída com início atrás da viatura da GNR fora percorrida logo a subir ate ao castelo, que reagrupou os mais fortes na frente. Eu não foi exepcão, conseguido nos primeiros 3 quilometro me aproximar da frente da corrida, frente que me parou na passagem por uma mata, onde só passava um de cada vez, tento eu cerca de quinze atletas na frente acabei logo ali por perder o contacto com a frente..
Passagem afunilamento desfeito, em terreno plano era tempo de tentar recuperar posições. Os primeiros 15km foram pedalados com uma media de 30km/h, onde consegui recuperar alguns lugares e trazendo mais uns tantos na roda á “mama”. A meio do percurso estava a parte menos rolante, com uma zona mais técnica de singles e uma zona de subidas, embora de pouca dificuldade. 
Foi nessa zona que consegui alcançar mais alguns lugares e ficar isolado com outro atleta. Atleta esse que até final fomos sempre juntos, ora passava um para a frente, ora passava o outro, deixando cair a toalha a três quilómetro do final quando as cambrias começaram apertar.
Mesmo afim cheguei praticamente com o mesmo tempo dele, embora desconhecendo a classificação final, fim de 42km com o tempo de 01h:32.

Entreguei a tida pulseira e foi me informar do lugar, onde consegui o 5º lugar a geral e 3º do me escalão.., mantendo assim a tradição do 2017 e subir ao pódio, apesar de este tipo de percurso não sei o meu forte.
Todo o percurso esteve muito bem marcado, sinalizado e com muito o pessoal da organização presente.

Após subir ao pódio e receber mais um troféu de cortiça fomos almoçar, onde desta vez trocamos o almoço do evento por um restaurante.


Tenho agradecer a simpatia e disponibilidade das gentes dos Crancks do Pedal , principalmente do José Pimentel, que organizaram um excelente evento e nos proporcionaram uma bela manha de BTT.

Sem comentários: