04 março 2013

Geo Tour -Aldeias de Xisto (Fundão)

Este evento acabou por ser o meu primeiro desafio deste ano presente. Desafio este de dois dias por trilhos em Aldeias de Xisto no concelho do Fundão,  que serviu de teste para minha nova maquina e testar a minha condição física.

Esta prova foi organizada pelo grupo de BTT da Gardunha e teve como objectivo principal dar a descobrir as Aldeias de Xisto do concelho do Fundão,  onde a orientação/navegação fora feita por GPS. Uma estreia e novidade para mim este tipo de evento de BTT...


A caminho do "calvário", reina alegria como sempre..
Dia 1 (Sábado). Começou cerca das 6 da matina onde tive a companhia de mais cinco companheiros do SDT ( J. Dias, V. Catambas, P, Guerra, J. Júlio e J. Marques).
Fizemos a viagem em conjunto na mesma viatura a caminho do Fundão na carrinha dos amigos e companheiros de BTT da Associação Rota d'Ossa, cedida gentilmente para que pudéssemos ir todos juntos...



A chegada fora feita perto da 10h onde lentamente nos fomos equipando. Deixamos os sacos com a organização que posteriormente transportaria para o local onde iríamos terminar a prova do primeiro dia e lá pernoitar (Cabeça do Pião).

A partida só seria dada por volta das 11h onde estavam presentes cerca de cem participantes (numero limitado pela organização), uns participaram em equipa s duplas outros individuais.
O SDT apresentou-se com três duplas e já tínhamos combinado que o objectivo principal seria a conclusão do evento em conjunto nos dois dias.

Já passavam das 11 horas e após um curto briefing quando foram dadas as quatro partidas (divisão de pessoal em quatro grupos com partida intercalada de cinco em cinco minutos). Escusado será dizer que a mim e ao meu companheiro de dupla J. Dias calhou o ultimo grupo a sair...

Os primeiros quilómetros foram muito rápidos, com poucas subidas onde apos cerca de dez quilómetros apanha-mos as outras duas duplas do SDT.
Sem espirito competitivo andemos sempre juntos, bem com mais outras equipas que iam se juntando a nos e após alguns minutos se afastando.

Ao quilómetro quinze, começaram as dificuldades com a primeira longa subida até as ventoinhas eólicas a cerca de 900m de altitude, onde tivemos o primeiro contacto com a neve ainda por derreter...

Bogas.., abastecimento com Sagres
A partir daí começou um sobe e desce por entre muitos vales, passagem pelas pequenas aldeias, onde na Aldeia de Bogas de Baixo ainda lhe apliquei um sumo de cevada e alguns companheiros umas minis como abastecimento de líquidos...

Os últimos 10 quilómetros foram pedalados juntos ao Rio Zêzere em alguns magníficos singles tracks e passagem por bonitas aldeias de xisto.

Ao fim de 64km, com um acumulado superior a 1700m e com algum empeno de alguns elementos SDT que estavam menos preparados para tão dura prova, lá estava a Cabeça do Pião (local de uma antiga mina onde só estava habitada a pousada da juventude, local onde iríamos dormir e avistar as torres do alto da Serra da Estrela).
As bikes após uma lavagem curta ficaram arrumadas dentro de umas casas mesmo ao lado da chegada/partida para 2º dia.

Arruma-mos os sacos nessa mesma pousada após um banho de agua quase fria e fomos para a zona da chegada onde fizemos tempo que chegassem as carrinhas da organização (que acabou por ser só uma a fazer o transporte) para nos levarem a jantar á localidade de Silvares, uma povoação a cerca de 8 km da dormida.

O jantar fora umas entradas de feijão e grão, uma sopa e depois um esparguete com carne picada acompanha de umas medias Sagres que paguei á parte no bar da Associação pois só havia vinho.

Após o jantar e mais um briefing voltamos novamente na carrinha para Cabeça do Pião onde descansa-mos ao som de foguetes e morteiros... eheh

Dia 2 (domingo). Era esperado o dia mais duro, com cerca de 80km e mais de  2300m de subidas onde o cansaço do primeiro dia era acumulado a condicionar mais ainda esta prova.

Alvorada por volta das 7:30 onde foi o ultimo alevantar "terrado" da cama no quarto em que me fez revivi o tempo de tropa (com cerca de 14 pessoas no mesmo quarto).

Inicio do 2º dia equipa 2 atleta A e B.
Após o pequeno-almoço fui para a zona da partida onde já passava das 9 horas quando iniciamos as pedaladas e mais uma vez calhou-me o ultimo grupo.

E fui o último mais o João a partir, ainda tivemos tempo para umas fotos junto á exploração da mina. Sem grande pressa, pois havia muitos quilómetros a percorrer fomos seguindo o GPS que nos ia indicando(de vez em quando falhávamos os trilhos e toca a voltar a traz..lol). Com muitas fotos pelo meio até apanharmos os nosso companheiros do SDT ao inicio de uma grande subida, cerca do quilometro 15 já percorrido...


Linda imagem do grande TEAM Sobe e Desce..
Neste segundo dia os trilhos foram muito mais diversificados, tanto em piso como em paisagem...

Ao quilómetro 40 apareceu o abastecimento com pessoal da organização onde estava tudo impecável, com bolicaos, bolos, chocolates, aguas com sais etc..., junto a uma bonita ponte em pedra, onde ao lado havia um acolhedor e rústico bar onde aproveitei para beber uma media e aquecer os dedos dos pés e mãos que estavam completamente gelados..

Após o abastecimento lá seguimos viagem para mais uns tantos quilómetros como os ate ali pedalados e onde ao nosso grupo se juntou novamente a outra dupla que nos fez companhia durante alguns quilómetros...

Faltavam cerca de 15km para a chegada quando começaram a cair as primeiras pingas e que foram engrossando ate chegarmos ao Fundão completamente encharcados, mas principalmente felizes e alegres a cantar o nosso hino SDT por chegamos ao fim...

E assim todos juntos cortamos a meta, mas antes ainda falhamos o local da entrada do multiusos...eheh.

Mais de sete horas, a tão desejada meta..
Após 79km com mais de 2300m de acumulado e cerca de 7 horas a pedalar de em cima da bike vimos nosso objectivo concluído.

Toma-mos banho pela segunda vez.., e lanchamos uma lasanha junto ao local da chegada oferecida pela organização..

Foram dois dias com mais de 140km a pedalar em mais de 4000m de subidas e mais de 12 horas em cima da bicicleta, onde mesmo em espirito de brincadeira ficamos a meio da tabela classificativa por equipas.

Ficará na memoria uma experiência única e completamente diferente onde o verdadeiro vencedor foi mais uma vez a amizade e camaradagem que vivemos nestes dois dias.. Não á vitoria melhor que saborear amizade e a entre ajuda de amigos verdadeiros e puros...

Sem comentários: