04 janeiro 2013

Há que acompanhar a evolução e a"concorrência"..

Para entrar neste novo ano de 2013 em grande(espero eu!), resolvi também aderir á roda da moda, as big 29er".

Houve três motivos fundamentais que me fizeram optar por esta escolha (no fim corrigem-me se estiver enganado)

1º- Uma das principais razões foi a “concorrência”, o pessoal que anda na frente das provas em que eu participo regularmente. Já que em o pessoal em geral  está tudo apostar nas big rodas 29".  Para prova disso na ultima meia maratona em que participei em Outubro fiquei parvo com a sua performance, onde me limitei a ir nas “rodas” 29”, embora a altimetria com pouco acumulado também fosse propicia para isso. 
Pelo que tenho vindo apurar em pesquisas e em conversa com o pessoal das 29”, dizem já não querer outra coisa e referem-se que no aspecto mais competitivo na minha (zona) na partida de uma prova com uma 26" que estaria logo em desvantagem para o pessoal da frente e aqueles que normalmente costumam pedalar o mesmo que eu, levariam a melhor no final.

2º- Um dos aspectos que também me fez mudar, além do já referido foi a minha participação em provas de curtas distancias (meias-maratonas), tendo em conta as características dos trilhos em geral onde costumo pedalar na provas(excepção da Serra d' Ossa) grande parte dos percursos são muito rolantes, com pouco acumulado no final e penso que será mais uma grande vantagem para as 29" já que um dos meus pontos forte é o rolar...

3º- Já que pelo vistos a moda pegou, penso que as 26” começam a perder adeptos e a minha maquina (Orbea Alma) embora com um quadro de 2012 já conta com uma suspensão/rodas de 2008, sendo a desvalorização iminente.., penso que será uma grande oportunidade de negócio, ou não!!..


Sendo assim a minha Orbea está com os dias contados.. e um dos principais motivos que me vai dar "pena" (e espero não me arrepender) será a grande confiança, segurança, á vontade e rapidez em trilhos mais técnicos que me dava gozo fazer. Penso que este é o forte das Almas é a facilidades com que o quadro se “dobra e molda” nas curvas/drops mais técnicos

Só que no meu caso ainda tenho um senão.., por teimosia ainda não testei nenhuma bike com roda 29" e já fiz a minha escolha (encomenda) uma Cannondale F29 1 pela questão de preço/qualidade/estética. 

Penso que esta máquina está muito bem equipada para o seu preço bem com o seu peso sem pedais ronda os 10.700kg.

Característica:


Nome do produto:Cannondale LIGA F29 1
Fabricante:Cannondale
Código do item:CAN139765
Ano:2013
Quadro:F-SERIES 29'er, liga SMARTFORMED, Speed ​​Save, BB30, 1,5 metro da cabeça Si
Fone de ouvido:Tange HS rolamentos 2x
Fork:NOVO LEFTY PBR 90 29, TECNOLOGIA HÍBRIDA ROLAMENTO AGULHA
Da haste:CANNONDALE OPI ajustável, 31,8, -15 graus (ML), -5 graus (X)
Bar:Cannondale C2, 680x10, alumínio 2014 double-butted
Sela:Cannondale Stage 3
Espigão:CANNONDALE C2, 27.2MMX400MM,
Pedivela:SRAM S1400 BB30, 38/24
Suporte inferior:SRAM BB30
Desviador frente:SRAM X7
Desviador traseiro:SRAM X9, 10-VELOCIDADE
Shifter:SRAM X9
Sprocket:SRAM PG 1030, 11-36, 10-SPEED
Cadeia:KMC X10
Freios:AVID ELIXIR 7, 180/160MM
Jantes:WTB FREQUÊNCIA RACE I19, soldados, ilhós, 32 furos
Raios:DT SWISS COMPETIÇÃO
Hubs:FÓRMULA LEFTY SL FRENTE, SRAM X9, REAR
Pneus:SCHAWLBE RAPID ROB, 29x2.25 "
Pedais:não incluídos
Objetivo:XC, Maratona, Tour


Já tenho em mente algumas modificações que lhe irão retirar mais peso, peso esse que será reposto com os pedais XT. Uma das trocas será o selim pelo Selle Italia SLR, é só o que uso.., o espigão de selim também será alvo de troca já que possuo um KCNC Pro Lite vermelho em casa que guardei da minha antiga MSC compatível com a mesma medida, só que é um espigão recto, não sei se intervirá com algum desempenho/conforto em 29". O tubeless também será uma alteração a efectuar..

Sem comentários: