29 maio 2012

VIII Raid BTT "Por Terras de Mato 4º Troféu João Bento-Ferrobico


Na anterior edição já tinha estado presente neste grande evento de BTT, e quando digo grande este ano não poderia falta a mais do que uma prova, é uma festa em Cabeça Gorda. A manha começou por volta das 6h:20m, horas em que eu o Luís B., o Carlos B. combinamos nos encontrar com o A. Beja Neves e onde os quatro seguimos viagem em direcção a Cabeça Gorda.

A chegada fora perto das 8h:20m onde rapidamente nos apresa-mos a ir levantar os dorsais, que fora feito de forma rápida, já que estavam confirmados cerca de 600 participantes. No saco vinha uma estatueta de gesso, um porta-chaves em fita, uma barra energética, um bidão e muitos papéis. Rapidamente nos equipamos, onde optei pela estreia de umas meias de compressão que anteriormente tinha comprado e que tinha por curiosidade experimentar, já que ou está na moda ou ajuda no desempenho físico.

Á ida para a meta encontrei um buraco ao lado do companheiro Francisco Lagarto e perto dos lugares da frente, o que deu bastante jeito e ali permaneci com mais o Picão ate a partida. Após percorre-mos a principal rua de Cabeça Gorda comecei logo a tentar ganhar lugares onde em grande velocidade entramos no campo. Com cuidado e em grande ritmo o plutão ficara formado onde com o passar dos quilómetros foi ganhando lugares, ficando no grupo com cerca de 20 betetistas na frente que se foi alargando com o sobe e desce curto e constante. 
Segui a roda do Marcelino quando ao quilómetro 14 numa curva e contra curva a grande velocidade na minha roda traseira ouvi um barulho e me apercebi que tinha sido uma queda. Parei de imediato, bem como o Marcelino e mais dois companheiros de equipa do acidentado, onde ele de imediato pedi-o uma ambulância devido a um corte fundo na perna. Como não tinha tlm o Marcelino tentou ligar para a organização, mas sem enfeito pois não havia rede, os companheiros do acidentado seguiram sem quererem saber do colega. Apareceu outro betetista se prontificou e voltou a traz a chamar alguém da organização já que estavam um pouco acima. 

Com dever comprido e já pouca vontade eu e o Marcelino lá seguimos o percurso pois já era muito o pessoal que tinha passado por nos, fizemos uma parelha e começamos em grande ritmo á carga voltando a ultrapassar pessoal a traz de pessoal com a continuação de um percurso muito rápido e com alguma dificuldade entre o quilometro 17 e 22.

Pormenor da meia..lol

A subir puxava o Marcelino a rolar puxava eu e íamos influenciando com o ultrapassar de muitos atletas. Como não á uma sem duas ao quilómetro 32 ao ultrapassar mais três atletas em grande ritmo o desviador traseiro deu o pedo mestre, acabando ali a minha prova com uma média a rondar os 26km/h e que prometia inicialmente um bom resultado.

Desviador XT já era..

Aproveitando as descida foi percorrendo cerca de mais um quilómetro ate encontrar dois homens que estava assistir á passagem do pessoal e que se prontificaram a me deixar á aldeia. Ali fiquei também a ver o pessoal, quando apareceu outra carrinha com mais duas pessoal que me acabou por dar boleia, concluindo a prova na mesma mas com 13 km á boleia..lol. Ali aguardei a chegada dos meus companheiros que acabaram por não demorar muito a chegar.
Fomos ao banho e depois á grande festa do BTT onde o almoço fora servido ao lado do campo de futebol debaixo de um grande chaparro animado com música ao vivo.


Sem comentários: