06 setembro 2011

VII Passeio por "Trilhos de Mombeja"


Após cerca de dois meses parado da lides do espírito de competição, muito por culpa da escassez de provas, e a semelhança da data, eis que resolvi voltar as pedaladas.

Á semelhança do ano passado voltei a escolher Mombeja, porque tinha estado presente na anterior edição onde alem de ter adorado toda a organização e simpatia sabia que ali iria encontrar muito pessoal amigo destas andanças. A manha começou sedo, cerca das 6 da matina onde mais dois elementosdo SDT me acompanharam, foi o Vítor e o Pato.
A chegada foi cerca das 8:10 aldeia de Mombeja, onde voltei a reencontrar alguns amigos. Nas calmas fomos levantar o dorsal sem demoras e com um secretariado muito eficiente, onde no saco vinha uma pesada estatueta alusiva ao evento e mais alguma papelada e porta-chaves habituais destas coisas.

Antes da hora da partida posicionei-me na segunda fila da manga até á hora da partida, onde percorremos algumas ruas da aldeia, voltando a passar na zona da meta e aí sim foi "prego afundo", onde nos rápidos e primeiros kms persegui logo a traz no grupo da frente com cerca de 20 atletas, sempre em grande velocidade, já que os primeiros kms eram muito rápidos, com sobe e desce muito curtos e uma grande média.

Entre os km 15 e 25 surgio a maior dificuldade com o surgimento de algumas subidas maiores e onde estava concentrado o maior acumulado, que no final rondou os 600m. Nessa parte mais dura consegui recuperar mais 4 a 5 lugares bem como me distanciar mais para o pessoal que vinha na roda, e após essas subidas vieram os últimos 15km com grandes estradões muito rolantes onde ainda avistei o pessoal da perseguição dos primeiros 3.

Todo "arrebentado"..
De um momento para o outro fiquei com a sensação de estar perdido pois deixei de avistar o pessoal da frente, bem como o de traz muito por culpa do "homem da marreta" e ainda faltavam 10km onde as pernas já eram... e o sacrifício era imenso em não perder lugares. Para ajudar á festa passamos pelo meio de um milharal completamente cheio de lama, onde as bikes deslizavam por completo e mal a consegui segurar.., ao ponto da cassete e corrente ficar completamente carregada de lama e as mudanças irem constantemente a saltar, mais uma ajuda para acabar com o resto . Ate a mudança de percursos o pessoal que vinha atrás rapidamente se colou a mim até a mudança. 

Há mudança ainda tinha pensado em ir aos 70km, mas já não tinha pernas para mais 7km, quanto mais para 30km. Após a mudança ainda acabei por ser passado por dois atletas, onde o ultimo ironicamente me disse "companheiro, hoje nem nos 10 primeiros ficamos…", mas não acreditei pois tinha uma ideia dos que tinha há frente só que desconhecia era que só tinha ido 4 para os 70KM. Nisto olhei para traz e não tinha mais ninguém na roda respirando assim de alivio pois a meta estava perto e eu completamente rôto.
Ao fim de 01h:41mim terminei os 45km em 12º, entre 214 participantes na mesma distância a 7 min do primeiro.(ver classificações).
O trio SDT em Mombeja.
Esperei um pouco e chegaram logo os meus companheiros do SDT, onde nos dirigimo-nos paras lavagens das bikes. Depois foi a nossa vez e antes do almoço ainda fomos bebendo umas imperiais para abrir o apetite e conversando com o pessoal.

O almoço á semelhança do ano passado muito bem servido pelo pessoal da terra em quantidade, variedade e qualidade na companhia dos amigos dos Cocheiros. Com alguns imperiais Tagus á mistura o chofer para Estremoz foi o Vitor.

Em suma fica mais uma bela organização simpatia e uma péssima prestação da minha parte.

Há dias assim...

Sem comentários: