20 setembro 2011

2ª Maratona "No Trilho do Lobo" - Abrantes



Passados 15 dias do inicio das minhas pedaladas e após o empeno de Mombeja, há que continuar a ganhar preparação. Desta vez fui pedalar nos "trilhos do Lobo", no Rossio ao Sul do Tejo.
A manha começou por volta das 7 da matina onde tive a companhia do Luís, do Vítor e do João.

Esta prova alem das pedaladas também tinha como objectivo a angariação do maior numero/quilos de tampinhas plásticas para ajuda de uma prótese de uma menina que nasceu com um problema num braço. Nos arranja-mos cerca de 25 garrafões da agua de 5L cheios.
A chegada foi perto das 8h:30m onde já muitos aguardavam a partida junto há manga, nos ainda iríamos levantar os dorsais, onde o saco trazia um bidão, umas pastilhas, um chocolate, uma caneta, porta-chaves, e papeis, nada mau para quem pagou 14€.


Rapidamente nos equipamos e passamos pelo controle 0, já perto da hora da partida, mas sem stress, pois desta vez iria participar na distância maior anunciada de 64km, bem como os restantes companheiros do SDT. 
A meia-maratona só teria cerca de 30km, o que era pouco para quem gosta de andar de bicicleta e ir de carro fazer 200km para depois fazer ao fim de uma hora e pouco estar despachado era fraco, pois as minhas condições físicas, mesmo sem estar em forma permiti-me fazer na boa 60km e em ir há pequena só estava a demonstrar que estava interessado em fazer um bom resultado...

A partida foi dada ha hora certa onde em conjunto com o Vítor percorremos os kms iniciais em ritmo mais baixo, ultrapassando mesmo assim muitos atletas, o João fugiu logo para a frente. Com os primeiros kms constatei os trilhos com muita areia e pedra solta, mais um rápido possível desgaste físico neste tipo de trilhos. 
A um ritmo mais baixo onde mantive as pulsações abaixo das 160 fui ganhando lugares atrás de lugares, chegado a divisão dentro dos 15 primeiros, depois vieram uns bons quilómetros em estradão, onde ia pedalando e vomitando ao mesmo tempo, talvez por não ter feito bem a digestão na anterior noite, mas consegui m ir aguentado sem bolsar tudo o que tinha no estômago. A meio do percurso apareceram mais umas subidas com muita pedra e uns singles brutais... 
Ultimo single, muito tecnico

Cerca do quilómetro 55 no último abastecimento apanhei o meu companheiro de equipa João que ja tinha levado com o homem da marreta. Em conjunto com ele tentei continuar, mas ficou-se para traz, continuei em bom ritmo a pedalar com mais duas subidas inclinadas pela frente ate chegar ao ponto mais alto com uma vista brutal sobre Abrantes onde já os percursos estavam de novo juntos ultrapassando ainda pessoal dos 30km. Dai ate chegar a meta foi a pique a descida brutal sempre a fundo onde com quase 69km e um acumulado que rondou os 1000m, cortei a meta em 13º entre 81 participantes na distancia maior com o tempo de 3h:13m. Muito bom para mim pois não senti o homem da marreta nem as cambrias me fustigara muito. Foi um bom treino para ganhar forma física (ver classificação).

Fui aguardando pela chegada do pessoal SDT na companhia do pessoal do Sardoal e ainda malhei duas imperiais e um cigarrito. Perto das três já de banho tomado fomos almoçar onde tivemos de aguardar pelos grelhados, pois já éramos dos últimos por tarde chegada do nosso companheiro Luís. Depois de almoçar confraternizamos com o pessoal da organização.

Fica mais um bom evento com pessoal muito simpático e prestável, os trilhos também são muito agradáveis e diversificados, tirando a quantidade de pedra solta..
Foto do dia

Uma amostra das tampas que levamos, no banco de trás ainda havia mais..


Sem comentários: