10 maio 2009

1ºTrofeu de Evora (5º e ultimo circuito em Evora)

Após ter falhado a quarta prova do troféu em Viena do Alentejo por ter coincidido com a maratona de Estremoz, não faltei há quinta e ultima prova, desta vez aqui bem perto mais precisamente em Évora e organizada pela associação “Os Pedaleiras”.

Desta vez alem dos habituais participantes nas provas do troféu o J. Júlio e J. Garcia tive mais um representante SDT no escalão Sub-23, o R. André, que veio reviver os seus antigos momentos quando participava nas provas de XCO.

Alem dos já referidos fiz me acompanhar também com o Pai do R. André, o David para dar abastecimento e como tem sido quase sempre presença habitual a minha namorada Lúcia, que há semelhança das anteriores provas/maratonas tem sido a fotografa e minha assistente.

Perto das 8 da manha chegamos a Évora ao local onde toda a logistica estava montada. Levantamos os dorsais onde desta vez tivemos direito a brinde com um saco grande do AKI com alguns pequenos utensílios lá dentro (cola super3, porta-chaves, um saco de tecido, reflector), sempre é melhor que nada.

De conversa com mais alguns participantes deste troféu fiquei logo a saber que estava convidado uma estrela desta modalidade de nome David Rosa, um dos melhores ou o melhor atleta de XCO em sub -23 na altura.


Comitiva SDT em Évora
Após equiparmos e passarmos o dorsal no controle zero foi tempo de esperar que fizesse 9h:30m para a partida com percurso que aparentemente prometia muito pela sua dificuldade técnica.  Após três semanas a utilizar o quadro Orbea emprestado pelo amigo João Canhoto finalmente, voltei a ter o meu MSC novíssimo pronto para voltar a "bombar"
Após um curto brifing lá foi dada a partida para os perto de 100 participantes divididos nos  três escalões onde seria o tudo por tudo para somar mais uns pontos no final das 2h:30m.

O percurso tinha cerca de 6.2km com +/- 150m de acumulado de subida por volta. O inicio e o final era todo ele feito num grande descampado devidamente marcado com fitas balizadoras laterais ao estilo XCO, onde o pessoal que estava assistir perto do abastecimento poderia visualizar a prestações dos atletas. Mas tudo isto só num bocado com cerca de um quilometro e que ainda faltariam mais 5 quilómetros  de percurso em grande parte single track fazendo o mais espectacular de todo o circuito, muito duro com uma subida até ao auto de S. Bento, subida essa muito técnica de elevada inclinação e  constante presença de pedras pelo meio. As descidas eram muito rápida, técnicas e de parar a respiração. Passagem por um bairro e de salientar a presença de muitas pessoas espalhadas por todo o circuito, tanto da organização como espectadores, o que tornou 100% cross country .
Só que o pior estava para vir logo na primeira volta para o J. Júlio que ao colocar o pé no chão inclinou demasiado o corpo para fora e “espetou" um pasto no ouvido que lhe perfurou a membrana do tímpano e deixando imediatamente sem ouvir. resultado deu-lhe direito uma viagem até ao hospital de Évora e posteriormente até Lisboa pois não existia medico especialista em Évora. Agora só lhe resta esperar que rapidamente sare e comece a ouvir.


001 no Auto S. Bento

Após as 2h:30m de puro cross country foi tempo de terminar as voltas e contabilizar esta prova bem como a soma dos pontos das anteriores.
No final de 2h:34m concluiu 8 voltas em 19º da classificação á geral, conseguindo o 8ºlugar na minha categoria de elite o que angariar mais 18 importantes pontos que me fez subir 2 lugares na tabela da classificação geral de Elites e concluído assim da melhor forma este troféu no 7º lugar com 60 pontos.


Sem a companhia do amigo J. Júlio que infelizmente, tomamos banho de água bem quentinha e fomos procurar um restaurante onde pudéssemos reabastecer as energias perdidas e os líquidos, bem como contar as peripécias passadas durante a prova.
Para o ano há mais uma edição do troféu e desta vez com sete provas, haver vamos irei participar assiduamente em todas as provas, pois este anos ano deu-me um enorme desgaste de material e de carteira mas irei participar em algumas das provas.

Foi um balanço positivo no final das quatro provas onde participei pelo convívio, experiência e treino, alem de ter conhecido muitos participantes, também conheci muitos lugares espectaculares e gentes por onde passamos.

Os meus parabéns a todas as associações (Núcleo Andebol de Redondo (NAR), Bttorre, Os Pára e Bebes, Os Vianenses e Os Pedaleiras) pelo trabalho realizado para que tudo corre-se da melhor forma e agrado de todos os participantes que passaram pelo troféu
.

1 comentário:

Anónimo disse...

Boa Tarde em nome de " Os Pedaleiras" A.C.Évora venho agradecer a sua participação na nossa prova em particular e nas provas do troféu em geral. Ficamos satisfeitos por lhe ter agradado a nossa prova pois foi pelo vosso agrado que nos dedicamos e nos empenhamos em proporcionar este belo percurso todo ele balizado o que e raro se ver em provas deste tipo, mas já lá vai e espero nos encontrarmos em breve em alguma prova até obrigado e bem haja