04 março 2018

Terras de Oiro BTT 2018

Com o Troféu de maratona da Beira Interior quase a chegar, nada melhor que “afinar” as pernas com participação no evento em Vila Velha de Rodão que o ano passado me surpreendeu pela dureza da meia maratona, organização e principalmente paisagens.

Saída cerca das 7h da matina em direcção a Vila Velha onde tive a companhia das minhas duas Marias e do Humberto.
Chegada pouco depois da 8 da matina, onde este ano toda a logística estava montada no mesmo lugar, levantamos o frontal que se processou muito lentamente..

Este ano Estremoz aderiu em peso, com 13 elementos do SDT e oito elementos da Rota Ossa, apesar dos últimos dias e madrugada terem sido de muita chuva ninguém se negou e apesar do frio o S. Pedro ajudou e poupou-nos de uma molha durante a manha.

As 9 hora em ponto fora dada a saída dos cerca de duzentos atletas na maioria para meia-maratona de 45km e maratona de 65km.

Sai um pouco lento e com  as pernas “pesadas” onde percorremos cerca de 4 quilómetros em asfalto e muito lentamente fui recuperando lugares ate chegar a cabeça da corrida na saída do alcatrão com inicio numa subida em zig zag.. 


Terreno muito muito enlameado e com muita poça de água, mostrou-se logo desde o inicio uma das maior dificuldades para os atletas.
Cerca do quilómetro 10 numa zona de serra rolava isolado na 4 posição da geral, embora avistar muito perto dos da frente e dos que estava logo atrás de mim.
Sol de pouca dura quando surgiram alguns perigosos singles  de muita pedra escorregadia o um enganos no percurso, que me fez ser apanhado por cinco atletas. Atletas estes que ficamos sempre juntos até a separação a faltarem cerca de 10km para a chegada.

Fique com dois atletas na minha roda á mana, onde assumi a cabeça do pelotão num piso mais rolante e com as cambria a dar “ares” da sua existência, não baixei o ritmo e a cerca de dois quilometro para o fim consegui deixar um atleta para traz. O outro não me largou a roda, e acabou por me “fitar” num cruzamento, dando mudança de direcção em sentido contrario ao transito e me ganho a frente…
Apesar da falta de civismo, limitei-me a seguir na roda dele, apesar disso contente com a minha prestação em 46km com cerca de 800m desnível acumulado, na esperança e certeza de ficar na 3ª posição da geral, nem sequer tentei atacar...  Só que as contas saíram-me furadas, acabando a prova no 4º (01h:59) com o mesmo tempo do 3º a cerca de 3 minutos do 1º e 2º que também chegaram ao sprint com o mesmo tempo.

Molhado, fui logo ao merecido banho, desta vez de agua quente e aguardei pela chegada lentamente dos meus companheiros ate ao almoço, onde mais uma vez nada falhou.. 

Em suma um dia bem passado com amigos e família a fazer o que mais gosto onde até o S. Pedro nos ajudou durante toda a manha e a esta organização que está de parabéns por mais um excelente evento, apesar de notar falta de pessoal da organização e este ano o percurso apesar de mais fácil foi menos belo. De resto, brindes, almoço, simpatia e preço.., Top Top

Sem comentários: