06 abril 2012

BTT Cabeço de Vide


Passados oito dias da resistência, surge mesmo aqui ao lado o primeiro BTT Cabeço de Vide onde inicialmente fiz a minha inscrição na distancia master.., só que por motivo físicos e falta de ritmo acabei por mandar um mail para a organização alterar a distancia para a meia maratona de 40km.

No sábado, dia anterior á prova o aquecimento deste as 19 horas a beber minis e comer um petisco atá as 22:30 hora no salão de festa Manuel do Catinho em Estremoz.

A manha começou por volta das 7 horas onde combinei ir com o Luis B. e posteriormente juntarmos á comitiva SDT por volta das 7:30.

Esta prova teve como novidade e originalidade do nome de equipa, Estremozbike, que resultou na junção de vinte e um atletas estremocenses presente das duas associações da terra, SDT e Rota d'Ossa unidos com apresentação igualmente com da jersey oficial da prova Estremozbike.

Á chegada com a cabeça um pouco azuada lá fomos levantar dorsal onde o bonito saco trazia uma t-shirt e papeis como vem sendo moda...  
Foi-me equipando e posteriormente as leria com o amigo Manuel Romão de Veiros. 
O grande team EstremozBike (coligação SDT/Rota d'Ossa)

Durante uma curta volta de aquecimento já que a manha estava fresca e cinquenta com ameaça de chuva ainda tivemos tempo de juntar o Team para a foto de família e então depois lá foi para o demorado controle 0 já que o agrafador que me calhou estava encravado e acabei por me atrasar para um bom lugar de a partida, mas gentilmente o pessoal do team abriu alas e deixou-me ficar uma pouco mais á frente para a partida.

A partida essa foi dada onde após uma volta guiada pelas ruas de Cabeço de Vide consegui ganhar mais uns lugares, á saída da Vila com o surgimento de um longo estradão a velocidades alucinantes na casa dos 30km/h ficou o grupo partido em três, onde eu seguia no pequeno grupo de com cerca de uma dúzia de atletas na perseguição ao primeiro. 

Com o cair de umas pingas ajudou a baixar o pó e também a mural, pois uma molha poderia ser sinónimo de broncopneumonia, por aviso do meu médico a atenção redobrada durante o primeiro ano após o tabaco. Mas lá deixou de chover e com cerca de vinte e dois quilómetros lá estava a divisão, onde a essa mesma segui no quarto lugar pelas contas de um elemento da organização e a ver o pessoal mesmo á manha frente. 
Ao saber o lugar e ver o pessoal á minha frente ganhei uma nova alma apesar de me sentir muito mal fisicamente, lá continuei o percurso sempre avistar os meus três primeiros pelo meio de terras e lavrados onde por vezes dava a sensação que estava mais perto e outras vezes mais longe devido ás pequena subidas que iam surgindo. Comei avistar Cabeço de Vide onde o meu objectivo mudou e era já manter o lugar e não ser passado. 

Mesmo á entrada da vila sugiro uma enorme subida inicialmente em terra e depois em paralelo ate perto do castelo, onde lá no cima estava um colega destas andanças o Daniel a ver o pessoal chegar e ainda me deu umas palavras de incentivo.., pensando eu que era já a chegada, voltamos a descer por um técnico trilho e espectacular novamente até ao ponto mesmo ao lado de onde iniciamos a subida anterior. Sugiro novamente mais uma subida tipo "parede"  onde constatei que o pessoal que segui a minha frente estava em dificuldades na sua ascensão  estando desmontado a fazer a sua escalada. 
Os dois primeiros já estavam lado a lado quase no cume e o terceiro mais atrás a meio da mesma subida. Então foi tempo de fazer naquela subida, o que ainda não tinha feito durante a prova toda.., "apertei" os dentes e fui por ali a cima a fazer escalda e  com muita sorte e "calo" lá fui indo sempre sem a piar, já que havia muita pedra espalhada. Mesmo antes de chegar ao cimo consegui alcançar o terceiro participante, ultrapassando onde ele segui ao lado da bicicleta em grande esforço e nível acabei por ganhar a melhor, após a subida foi mais cerca de 300m a gerir o lugar e cortar a meta no terceiro lugar com 45km e o tempo de 1h:51m a 45 segundos do primeiro entre 108 participantes a terminar, tive a estrelinha de campeão do meu lado.
(ver classificação) 

Um bonito prato, como o Guerra dizia para o meu enxoval


Após o descanso foi a entrega imediata dos prémios onde desta vez tive direito a um bonito prato com o brasão da camara de Fronteira. Foi aguardado a chegada do grande team Estremozbike, conversando com uns e com outros, já que a manha começou cinzenta em todos os aspectos, mas acabou por sorrir... 

Por volta da 13 horas e após a chegada da comitiva toda lá fomos ver do merecido banho, onde ate massagens havia e depois o belo almoço servido em camilhas tipo casamento.

Sem comentários: