15 abril 2014

1º DUATLO Barbaris BTT TEAM

Mesmo aqui ao lado, mais concretamente em Barbacena teve lugar a primeira prova de duatlo, prova inédita nos arredores e que ficou logo marcada na minha agenda por vários motivos. O principal era ser uma prova com as duas modalidades que mais pratico, atletismo e BTT, bem com uma estreia para mim.
A manha começou perto das 07:30 onde tive como companhia a minha namorada, já que os meus companheiros SDT não houve nenhum que se aventurasse ou desafiasse os seus limites neste tipo de eventos.  

Ao chegar a esta simpática vila onde o nevoeiro serrado escondia o sol, levantei o dorsal e o frontal calmamente sem pressas e fui-me equipando. Coloquei a bike, o capacete e os sapatos na zona de transição situada no centro da vila.
Aguardei a hora da partida conversando com alguns participantes, igualmente excitados com a estreia no duatlo. Para este evento estavam confirmados cerca de setenta atletas, apesar de parecer um pequeno número para este tipo desporto é uma quantidade considerável, pois existem muitas centenas de atletas andar bem de bicicleta, algumas centenas a correr muito, mas a fazer as duas coisas ao mesmo tempo são poucos.
Para esta prova estilo sprinter era esperados 5,5km de corrida, cerca de 23km BTT e mais 2,5km corrida, onde a dificuldade pelos entendidos é nas mudanças da bike para a corrida.

Alguns minutos antes á conversa com o conterrâneo Ruben Dias, informou-me que apostava em mim para um top 3.., mas que esteva um atleta de nome Ricardo que era uma maquina a correr e que ia fazer a prova a fundo.., ao qual eu respondi " tu também não me conheces.., olha que eu sou muito maluco"..

Primeira parte já estava feita, 5,5km afundo
As nove foi dada o início á corrida, onde de trás dos participantes fui furando sempre de olhos posto na frente da corrida, o Ricardo realmente dei uma valente aceleradela. Nos primeiros 400m ainda em alcatrão alcancei o terceiro lugar e ao fim de do primeiro quilómetro já segui isolado na segunda posição onde o coração parecia sair pela boca. Cerca do terceiro quilómetro olhei o gps onde a média era superior a 16km/h e já parecia ter corrido 30km, comecei gradualmente a perder distancia para o Ricardo, mas também tinha ganhado para o terceiro, ficando mais descansado. No ultimo quilometro deixei de avistar o primeiro classificado á minha frente, mas também não avistava o terceiro que seguia atrás de mim.

Ao chegar a zona traição foi informado que tinha um minuto de atraso para o primeiro classificado. Recuperei o folgo enquanto devagar calcei o sapatos e apertei o capacete e sai da zona de transição, enquanto ainda não tinha chegado lá o terceiro atleta, o que me deixava mais descansado para a prova de BTT..
Zona de transição
Sai de Barbacena em direcção ao campo sempre com muito pessoal assistir e apoiar. Os primeiros quilómetros foram muito rolantes onde lentamente comecei a “encontrar” as pernas no BTT e a meio da primeira volta com cerca de 7km percorridos, entre o nevoeiro avistei o Ricardo. No momento pensei que se tivesse enganado ou alguma avaria mecânica. Não demorei muitos segundos a alcança-lo, onde na roda fizemos um pequeno single a subir ao me colocar lada a lado com ele, simpaticamente me mandou

Seguir, para não me empatar… Fiquei admirado e passei para a frente da corrida, onde motivado por o ter alcançado "rodei o punho" e olhado para traz ele não veio na roda, ficando-se...

Já liderava o duatlo na primeira volta

Continuei a minha pedalada onde aos 11km passamos novamente em Barbacena concluído a primeira volta na liderança para espanto de muita gente que assistia. A segunda volta era uma questão de gerir, mantendo sempre a grande media, quase 27km/h, conclui a segunda volta onde ainda tinha mais 2,5km de corrida e muito medo das cambrias.. Fiz novamente a transição para os ténis onde me avistam que tinha cerca de 6 minutos de vantagem. Por entre o nevoeiro lá fui correndo novamente, desta por uma vereda até ao castelo, onde fizemos uma espécie de trial a subir e saltar paredes. Mantendo o ritmo e já todo rôto mas com 5mim de vantagem cortei a meta carregado de emoção, não de ter ganho mas sim por poder dedicar uma vitória ao meu pai.



Recuperado da emoção e de algumas palavras que disse ao micro, fui tomar banho e antes do almoço confraternizei no café do Nuno Sequeira a beber umas minis e perto da 13h fomos para o pavilhão multiusos com música ao vivo que quase encheu com mais os participantes da caminhada. Ao fim do almoço veio a entrega de prémios onde das mãos do Sr. Comendador Roldão Almeida recebi o trofeu e deixei mais umas palavras de carinho para este magnifico grupo, Barbaris BTT Team e com o momento alto a entrega da minha proposta de sócio que fez com que recebesse uma enorme salva de palmas.
Cerimonia da entrega de prémio
A seguir ao almoço veio o lanche e a continuação do convívio até cerca das 19h, mantendo a tradição do fecho.

Sem comentários: