02 junho 2008

II Meia Maratona BTT Cidade de Elvas


Esta foi a minha 5º Maratona deste ano em que participei e em geral a pior delas todas até agora.

Sendo esta uma maratona com proximidade de Espanha e havendo muitos bebetista nos arredores, desde logo achei estranho a fraca afluência de pessoal...

Amanha começou cerca das 6h:30 onde me fiz acompanhar com mais dois elementos e amigos dos Sobe e Desce Team/AJES. O Nelson e o Dani. Antes da partida tive de conversa com o pessoal do XC Team onde comentei a fraca adesão de pessoal cerca de 130 participantes. O Guerra disse-me que a fraca adesão teria a ver com fraca a edição do ano passado.

A partida lá se fez há hora marcada sem o habitual brinfing!....Lá seguio o pessoal pelo alcatrão cerca de quatro quilómetros, onde tentei logo me chegar o mais perto possível dos primeiros lugares. Qual foi o meu espanto quando logo aos primeiros quilometro a seguir ao alcatrão os primeiros atletas já se tinham perdido e estavam a voltar para traz de outro caminho paralelo, fiquando eu logo nos 10 primeiros sem mais nem menos. 
Logo no primeiro posto de controle onde o pessoal estava ainda muito junto só estava um rapaz a picar o dorsal e é óbvio que formou-se logo uma fila de pessoal há espera... De seguida vieram dois a tres quilómetros só em lama, onde os pneus triplicaram de tamanho, peso e a forças a se esgotarem de um momento para o outro.... 

A partir dos trinta quilómetros pedalei sozinho, onde não se via viva alma, nem traz nem há frente. A minha maior dificuldade foi na procura constante de  fitas, mas talvez também a minha sorte fora ir sozinho e ter que ir mais concentrado, mas é que só ia em 30 quilómetros e ainda faltavam mais 50km... 

A liderar a pelotão
Aos 45 quilómetros lá estava a meta junto á escola, onde fui um dos primeiros sei a sete a passar. 
Mas mesmo com as dificuldades da péssima marcação os 45km já estavam feitos e sabiam a pouco, pois o chegar esvaecido é que dá pica.

Então lá segui em direcção os para os 80km onde continuei sempre sozinho, mais parecia que estava no deserto. De vez em quando as fitas parece que desapareciam e ficava com a impressão de estar perdido, mas então lá voltavam as ditas aparecer ora do lado direito, ora do lado esquerdo sem anexo nenhum, outras caídas no chão e em sítios de pouca visibilidade. A  ausência de placas também fora uma constante...

As fracas zona de abastecimento também mais um aspecto negativo, onde era só fruta e agua. Os gajos das motas em vez de estarem divididos acompanhar os participantes andavam a passear juntos no percurso...

O percurso era péssimo, com muitos quilómetros de alcatrão, terrenos sem trilhos, vegetação caída que fechava quase por completo os trilhos, silvas, pelo meio de lavrados (ex: na parte final entrei num olival lavrado sem trak nenhum onde havia fitas espalhadas sem uma continuação directa, espalhadas por varias oliveiras, que mais parecia andar a fazer um zig zag lá dentro, sem uma direcção definida). Na passagens pelas aldeia só havia uma pessoa a dizer "é sempre em frente até encontra o meu colega". O problema é que nesse "sempre em frente!" havia praças e mais ruas pelo meio e nada de placas nem fitas nas ruas era tipo Ori-BTT de colegas ao geninhos. 

Mas bem ou mal ao fim de 86km, mais cansado psicologicamente do que fisicamente lá cheguei ao final em 4ª posição com 03:58:08 e media de 22km. Os meus amigos Nelson e Dani que preferiram ficar pelos 45km aguardavam a minha chegada....

Feijoada.., lá vai gasómetro..
No final nada melhor que um banho de agua geladas e uma feijoada com sumo Tango e vinho a martelo... 

O único aspecto positivo foi o não ter chovido e até estar um belo dia para a pratica desta Ori-BTT e digo isto porque em geral acho que não era a falta de fitas, mas sim a sua colocação em sítios visíveis e com lógica... 

A minha salvação foi o estar completamente sozinho e ser eu e só eu a me orientar-me durante cerca de 50 km e não ir a seguir ninguém...., pois apesar da má sinalização acabei e sem me perder...

Parabéns na mesma pelo esforço abdicado e feito nesta muito má maratona e organização...,onde a falta de experiência do pessoal da organizador foi o maior factor para o fracasso.

Onde vai ser o assalto!!