11 junho 2012

Maratona CicloClube BTT Elvas 2012


Após ter falhado o ano passado esta prova, local onde eu já "brilhei" em 2009 com uma vitória nos 55km quando "deus andava pelo mundo", este ano voltei com a companhia da minha namorada e a em representação do SDT mais quatro elementos.
A manha começou molhada por volta da 7:30 com uma chuva miudinha mas que acabou por parar.
A chegada a Elvas encontrei logo muito pessoal amigo destas andanças que foi cumprimentando e fizemos o habitual levantamento com um bonito dorsal que no saco trazia uma t-shirts e um boné.

Rapidamente equipamos, já que havia controlo 0 e já estava la algum pessoal. Vinte minutos antes das 9 já estava na manga muito perto da frente, o que seria uma preciosa ajuda para um bom resultado já que para traz de mim teria cerca de 450 atletas.

A partida foi dada onde os primeiros 5km foram percorridos a uma velocidade "de loucos" pelo alicatão, chegando eu aos 67km/h. Á entra na terra já tinha conquistado mais alguns lugares, ficando entre os 20 primeiros e onde a divisão apareceu logo ao km 7, onde para a meia maratona o grupo á minha frente com cerca de 10 participantes estava a cerca de 1 minuto de mim. Com o percurso muito plano e rápido pelo meio de olivais e cearas solidariamente fui apertando ate que ao quilometro +/- 16 engrenei no grupo da frente que me pareceu um a um ritmo á espera que alguém puxasse, ou então como o meu ritmo era muito mais elevado para os conseguir apanhar achei o pessoal muito "brando".

Em plutão seguimos mais algum tempo quando ao quilómetro 19 resolvi estupidamente eu passar para a frente do plutão e puxar já que estava achar muito fraco o andamento. Durante alguns metros segui na dianteira, quando olhei para a minha frente e vejo um enorme subida que ia cada vez inclinado mais.. Só pensei! (estou lixado), dito e feito, não demorou muito que quase todo o grupo me ultrapassa-se e eu rôto..

Subida onde me lixei..
Ao superar a subida veio uma inclinada e perigosa, desta vez descida onde a moral já tinha ido por agua abaixo mas ainda faltava quase metade para fazer.. Solitariamente foi seguido o percurso novamente mais rolante com algumas subidas curtas onde nas várias passagens por pessoal da organização (abastecimento, picagens, estradas.) me foram sempre dando enorme apoio, força e ouvi muitas vezes "força Merino". Sempre foi uma grande força extra.

Á minha frente foi sempre avistando dois participantes e mais á frente por vezes o grupo dos primeiros quatro.. Ao quilometro 38 começou a grande dificuldade que estava reservada para o final com a subida dura ao forte da graça onde eu só ja pensava em chegar á meta e não ser ultrapassado por mais ninguém, pois a moral para apanhar os pessoal que ainda segui á frente não funcionou desta vez.., pois a subida do km 19 deitei toda a prova a perder moralmente e fisicamente nem a estrelinha estava a funcionar. Completamente desorientado com o local da chegada que parecia não aparecer antes ainda descemos do forte por um single muito inclinado e técnico (espectacular), só que depois ainda tivemos que voltar a subir mais uma "parede" voltado a desanimar e em vez de pelo menos manter o tempo que trazia para o pessoal a traz..., vim a perder.., o que não costuma ser habito.

Mas finalmente a meta surgi-o ao fim de 45km com um acumulado que se esperava menor com cerca de 850m acabei no 7º lugar com o tempo de 02h:05m entre 331 participantes (ver classificação), o que acabou por ser muito bom...

Fui aguardando pela chegada do meu pessoal onde sentados no chão fui “brincando” e vendo a chegada dos outros concorrentes inclusiva dos 80km.

Eu a Lúcia e o Vítor  após a prova
Fomos ao banho e depois ao almoço, onde eu acabei por ser o único representante SDT servido em self-service em camilhas no Varge Hotel. 

Durante o almoço tive oportunidade de conviver (e beber umas jolas) com dois grupos de betetistas que pela minha mesa passaram e acabei sentado na mesa com o terceiro grupo, os amigos e combatentes de Barbacena.

Fica em memória mais um excelente evento de BTT organizado por gentes que sabem o que fazem. 

04 junho 2012

1º Maratona de Santa Vitoria (Beja)


Apesar do nome desta pequena e simpática aldeia ser igual a uma aqui mesmo ao pé de Estremoz, esta fica bem mais longe, situada nos arredores de Beja, onde me desloquei com o J. Garcia a participarmos na primeira edição.

A manha começou por volta das 6:30 da matina onde os dois nos deslocamos ate ao baixo Alentejo. Á chegada perto das oito, encontras o Filipe Matias (ex. concorrente do peso pesado) e meu conhecido, que nos acompanhou no levantamento dos dorsais onde e no antes da partida. O saco apenas continha um par de meias, mas o que se aceita pois o preço da inscrição foi ate ver este ano a mais baixa.

Nas calmas fomos nos equipando onde o tempo ameaçava chuva, mas que afinal não passou de uns escuros... Esta prova contou com um passeio guiado e a distância de 45km e 70km. Eu estava inscrito para a distancia habitual dos 45km e que inicialmente esperava pelo gráfico muito rolante.., mas antes da partida ouve pessoal que me alertou que afinal teria mais acumulado do que inicialmente anunciado no site. Na manga de partida estavam cerca de 150 participantes, onde a minha colocação não fora das melhor mas também não estava muito preocupado pois sabia que antes haveria uma volta á aldeia e o número de atletas também não era muitos, e que rapidamente me colocaria em melhor posição.

Os primeiros quilómetros foram muito rolantes onde ganhei logo a dianteira do grupo logo atrás dos 5 primeiros fugitivos que lentamente foram ganhando distancia para mim pois alem de terem como chefe de fila o conhecido ciclista Casimiro, os restantes 4 fugitivos eram todos da mesma equipa do Algarve.

Ate ao quilómetro 15 tive sempre um sombra onde solitariamente seguimos muitos quilómetros sempre avistar os primeiros. Ao quilometro 17 consegui "descolar" do meu companheiro e me adietar onde fiquei solitariamente mais uns bons quilómetros onde pela frente surgiram umas subidas inclinadas em sobe e desce seguido e o meu companheiro inicial voltou a ficar novamente muito perto de mim. Voltei a conseguir descolar dele e ainda avistei os primeiros novamente.

A cerca de 5km da meta surgio a separação onde segui para os 45km como era de esperar e na esperança de pelo menos o terceiro lugar fosse meu pois pelo andamento do grupo da frente pensei que seria pessoal a seguir para distancia maior...

(cerca do km 35 ainda avistei os lambões da frente neste ponto..)

Quando cheguei á meta apos 45km saíram-me as contas furadas!!! com o tempo de 01:42 e um acumulado a rondar os 550m  de subidas lá estavam três "artistas" da mesma equipa e que por destino seriam todos da mesma equipa do acidentado que apoiei no Ferrobico acabando por terminar eu na 4ª posição(ver classificação)...

Foi aguardando a chegada do pessoal e do meu companheiro em quanto repus os sólidos e líquidos no bom abastecimento á chegada que a população tinha preparado para os participantes.
Apos um merecido banho, dirigimo-nos para o local do almoço que seria na rua principal debaixo de um pano de sombra em self-service de grelhados em diversidade e fartura onde fomos convivendo onde conheci pessoalmente outro participante do peso pesado.

Fica os meus parabéns pela excelente prova de BTT com apoio da população empenhada para que nada falhasse e que muito simpaticamente recebeu todos os participantes.